Links Úteis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Sociedade

“O nosso grande desafio é a garantia de segurança interna”

União Europeia apoia Guiné-Bissau no controlo e fiscalização das fronteiras

Bissau – O Ministro da Administração Interna anunciou esta quarta-feira, 1 de Julho, que a União Europeia vai apoiar o Governo da Guiné-Bissau no controlo das suas fronteiras terrestres e marítimas.

À margem de seminário de validação da proposta do Programa Nacional de Descentralização, a decorrer durante em Safim, região de Biombo no norte do país, Octávio Alves disse à PNN: “Vamos contar com os nossos parceiro, designadamente a União Europeia, através do projecto União Europeia Fronteiras que só deve arrancar no início de 1016, mas vamos fazer a nossa parte no que diz respeito à criação de condições para que haja maior segurança das fronteiras”.

O mesmo responsável sublinhou também que não adianta montar tantos dispositivos de segurança em Bissau e “deixar as fronteiras no interior do país à sua sorte”, e manifestou preocupação pela forma que as fronteiras da Guiné-Bissau são atravessadas sem o mínimo controlo por parte das autoridades. “O nosso grande desafio é a garantia de segurança interna, pois nas nossas fronteiras, tanto terrestres como marítimas. Infelizmente a situação que existe não é a melhor e temos dificuldades na fiscalização. Cidadãos estrangeiros entram sem qualquer controlo e em alguns casos as autoridades presentes não são munidas de meios suficientes para proceder controlo e fiscalização para garantirem a segurança das nossas fronteiras. É esse o nosso desafio, criar condições para que as nossas fronteiras tenham segurança”, destacou.

Sobre a actuação do seu ministério, um ano depois da tomada de posse do Governo liderado por Domingos Simões Pereira, Octávio Alves disse que houve melhorias em relação aos anos transactos, à segurança dos cidadãos na capital. “Vários incidentes aconteceram, mas foram sempre submetidos as instâncias competentes, evitando que pusessem em causa os direitos de cidadãos, o que acho que foi um ganho para o país. Contudo não podemos conformar com isso, por esse motivo devemos trabalhar, fazer cada vez mais e ter desafios permanentes para que as coisas possam continuar a funcionar”, disse Octávio Alves.

(c) PNN Portuguese News Network

2015-07-01 16:31:11

MAIS ARTIGOS...
  Mau tempo no Instituto de Meteorologia
  Governo garante que enfermeiros vão receber onze meses de salários em atraso
  Intoxicação alimentar provocou a morte de duas pessoas em Suzana
  Crise Política cada vez mais agudizada
  Está controlado o surto de diarreia
  Governo reforça medidas contra a pesca ilegal
  Ex-Chefe adjunto da contra inteligência militar condenado a 10 anos de prisão
  Ex-administrador da SAD do União de Leiria recapturado na Gâmbia
  Presumíveis agressores do Ministro Orlando Mendes Veigas vão ser julgados
  Comissário Nacional da Polícia da Ordem Publica exonerado
  Guiné-Bissau em risco de colapso da capacidade de resposta judiciária
  MAI disponibiliza mais de 1.300 homens para garantir a segurança no Natal e Ano Novo

Comentários

Nome:

E-mail:

Comentário:


Comentários
  
  2015-07-06 12:58:29
Boa iniciativa


Hospedagem de Sites Low CostJornal Digital Cabinda Digital Timor Digital Luanda Digital Jornal de São Tomé Cabo Verde Maputo Digital
Notícias grátis no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais