Links Úteis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Política

Após a Cimeira extraordinária da CEDEAO

Guiné-Bissau: Deputado do PCD avisa o Presidente que corre o risco de ser destituído do cargo

Bissau - Em declarações à imprensa no início da tarde de segunda-feira, 14 de Setembro, no Aeroporto Osvaldo Vieira, após ter presenciado em Dakar à última Cimeira extraordinária da CEDEAO, integrando uma delegação dos partidos com assento parlamentar, Vitor Mandinga, do Partido da Convergência Democrática, deixou um aviso a José Mário Vaz, sobre o eventual incumprimento na íntegra, do acórdão do Supremo Tribunal de Justiça, que decidiu pela devolução da governação ao PAIGC.

“O Presidente da República deve respeitar na íntegra o acórdão do Supremo Tribunal de justiça e devolver o poder ao PAIGC, que foi vencedor das últimas legislativa. Se não fizer isso, corre o risco de ser-lhe movido um processo pela desobediência e que pode levar à sua destituição”, alertou.

Para o líder da bancada parlamentar do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo-Verde, Califa Seide, que também fez parte da delegação, afirmou que os chefes de Estado da CEDEAO, não tinham o mesmo nível da informação sobre a situação real no país.

“Eles não tinham a informação correcta sobre os últimos acontecimentos no país, nomeadamente do acórdão do Supremo Tribunal de Justiça que decidiu pela devolução do poder ao PAIGC. Nós fizemos circular juntos dos líderes presentes, um documento, onde relatamos o que realmente está a passar no país e que esperamos que o Presidente José Mário Vaz, cumpra a decisão”.

Para além da delegação partidária, estiveram também na capital senegalesa os representantes das organizações da sociedade civil guineense, que contestou a demissão do governo do PAIGC liderado por Domingos Simões Pereira e a nomeação do Baciro Djá para o cargo do Primeiro-ministro.

Destacou-se a ausência do PRS, segunda maior força política no país, nesta delegação dos partidos que esteve em Dakar.

A cimeira extraordinária da CEDEAO, deliberou entre outros, que os responsáveis políticos guineenses façam tudo para que a Guiné-Bissau saia da crise política, o respeito pela Constituição e o envio para breve, de uma missão ao país para contactos com os líderes políticos.

Iancuba Dansó

(c) PNN Portuguese News Network

2015-09-15 14:13:30

MAIS ARTIGOS...
  ONU quer o cumprimento das leis na Guiné-Bissau
  Crise parlamentar é de natureza política e não compete aos tribunais resolver
  Presidente retoma audições com atores políticos envolvidos na crise
  CEDEAO inicia retirada militar de Bissau
  A Comunidade Internacional “pode perder paciência” com situação na Guiné-Bissau
  CPLP preocupada com situação política na Guiné-Bissau
  Tribunal anula expulsão de deputados pelo PAIGC
  Obasanjo regressa à Guiné-Bissau para tentar, mais uma vez, desbloquear impasse político
  PRS quer pacto de regime para salvar Guiné-Bissau
  Governo adverte que qualquer tentativa de violência para desestabilizar país será reprimida
  Homens armados assaltaram a residência de João Bernardo Vieira em Bissau
  Movimento de Apoio a Carlos Gomes Júnior apela ao regresso do antigo Primeiro-ministro

Comentários

Nome:

E-mail:

Comentário:


Comentários
  
Malam Gomes  2015-09-15 23:30:23
Aviso do Vosso Partido não tem sentido - PR (JMV) já disse claramente que vai cumprir a decisão do (STJ). Foi (DSP) é que criou os problemas - ATENÇÃO não colem no PAIGC o Partido não tem soluções para o país GB - Primeiro têm procurar o Líder para renovar e pôr o Partido na ORDEM e depois é que vai pensar na governação do País. O bom entendedor meias palavras chega - Não podemos permitir outro mundo se temos ainda este com muitos problemas para se resolver. Deus que é Deus, mas não pode agradar a Todos. Não podemos satisfazer Toda GENTE e nem TODO o Mundo pode ganhar?!...


Hospedagem de Sites Low CostJornal Digital Cabinda Digital Timor Digital Luanda Digital Jornal de São Tomé Cabo Verde Maputo Digital
Notícias grátis no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais