Links Úteis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Política

Crise política guineense

Missão da CEDEAO chega Bissau

Bissau - Em Bissau encontra-se uma missão da Comunidade Económica para o Desenvolvimento dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), chefiada pelo antigo Presidente da Nigéria, Olusegun Obasanjo.

A CEDEAO cumpre assim uma das decisões saídas da cimeira de Dakar, que teve lugar no último fim-de-semana, em que os Estados membros da Organização apelam o cumprimento dos preceitos constitucionais.

Obasanjo, proveniente da Guiné Conakry, juntamente com o Presidente do PAIGC, Domingos Simões Pereira, vai, durante a sua estadia em Bissau, fazer ponte do diálogo entre José Mário Vaz e o PAIGC.

A Missão da Comunidade Económica para o Desenvolvimentos dos Estados da África Ocidental, intervêm directamente no processo depois de esgotados todos os mecanismos de negociações internas, com objectivo de tentar conciliar as posições entre o Presidente da República, confrontado com o acórdão do Supremo Tribunal de Justiça, e o PAIGC, partido vencedor das últimas eleições legislativas.

No pomo da discórdia contínua a nomeação de um novo Primeiro-ministro, que mesmo havendo uma decisão judicial, que o obriga a delegar esta prerrogativa ao PAIGC, o Chefe de Estado, não se revê na mesma, querendo, todavia, nomear um Primeiro-ministro da sua conveniência. Um dado novo na actual crise política que a CEDEAO quer dirimir, fazendo valer os preceitos constitucionais, conforme o comunicado da sua recente cimeira de Dakar.

A missão terá também encontros separados com o Chefe de Estado, José Mário Vaz, com a Direcção do PAIGC, além de outros actores políticos intervenientes no processo.

(c) PNN Portuguese News Network

2015-09-15 17:40:09

MAIS ARTIGOS...
  ONU quer o cumprimento das leis na Guiné-Bissau
  Crise parlamentar é de natureza política e não compete aos tribunais resolver
  Presidente retoma audições com atores políticos envolvidos na crise
  CEDEAO inicia retirada militar de Bissau
  A Comunidade Internacional “pode perder paciência” com situação na Guiné-Bissau
  CPLP preocupada com situação política na Guiné-Bissau
  Tribunal anula expulsão de deputados pelo PAIGC
  Obasanjo regressa à Guiné-Bissau para tentar, mais uma vez, desbloquear impasse político
  PRS quer pacto de regime para salvar Guiné-Bissau
  Governo adverte que qualquer tentativa de violência para desestabilizar país será reprimida
  Homens armados assaltaram a residência de João Bernardo Vieira em Bissau
  Movimento de Apoio a Carlos Gomes Júnior apela ao regresso do antigo Primeiro-ministro

Comentários

Nome:

E-mail:

Comentário:


Comentários
  
Malam Gomes - Portugal  2015-09-15 22:55:04
É mesmo assim quando não podemos resolver os nossos problemas, então alguém tem vir resolver. GB Segundo o ditado dos nossos mais velhos a Roupa suja lava-se em CASA. O culpado de Todos os males da GB é o PAIGC - Se o PAIGC quer o poder têm primeiro que arranjar ó Líder para unificar o Partido. Nesta CRISE no essencial há apenas uma conclusão a tirar - Perda de confiança mútua entre o PR (JMV) e PM (DSP). Este último não terá compreendido que o braço de ferro com (PR) poderá pôr em causa a sua liderança no Governo o que veio acontecer. Coabitação entre os dois (2) é impossível, um deles tem que sair na cena. Cabe os mediadores a escolher esse é a minha opinião como9 cidadão guineense?!...

  2015-09-15 21:25:57
Ja estamos farto das palhaçada deste falso filho da guine.
Pergunto sera que este maluco não estudou? ou não sabe separar poderes? para que o DSP chegasse este cargo e porque o povo votou nele! portanto esta questão de relacionamento? devia o presidente preocupar de ter um bom relacionamento com a esposa do que DSP porque todos eles estão a servir o povo!



Hospedagem de Sites Low CostJornal Digital Cabinda Digital Timor Digital Luanda Digital Jornal de São Tomé Cabo Verde Maputo Digital
Notícias grátis no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais