Links Úteis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Sociedade

EUA aguardam pela formação de novo Governo

Embaixador americano participa nas comemorações do 42º aniversário da Independência da Guiné-Bissau

Bissau - Os Estados Unidos da América (EUA) querem ver formado o novo elenco governamental da Guiné-Bissau para poder dar continuidade ao processo de apoio ao desenvolvimento económico no país que já tinha iniciado com o governo destituído de Domingos Simões Pereira.

A vontade de EUA foi transmitida à imprensa esta quarta-feira, 23 de Setembro, após uma audiência com o presidente da Assembleia Nacional Popular, Cipriano Cassamá, pelo Embaixador daquele país no Senegal e Guiné-Bissau.

De acordo com James Peter Zumwalt, o seu país está interessado em apoiar o país a consolidar o seu processo democrático. "Estamos satisfeitos em ver todos os líderes de todas as facetas da comunidade guineense a tentarem resolver as suas diferenças por via constitucional”, disse.

O diplomata americano assegurou ainda que o seu país tem previsto planos para apoiar o desenvolvimento económico da Guiné-Bissau e por isso, disse James Peter, estão na expectativa de ver divulgada a lista de novo elenco governamental que será chefiado pelo Carlos Correia.

O Embaixador dos Estados Unidos da América no Senegal e Guiné-Bissau está no país a convite de Chefe de Estado guineense, José Mário Vaz, para assistir nesta quinta-feira, 24 de Setembro, às comemorações do quadragésimo segundo (42º) aniversário da Independência da República da Guiné-Bissau.

Tiago Seide

(c) PNN Portuguese News Network

2015-09-24 07:14:53

MAIS ARTIGOS...
  Mau tempo no Instituto de Meteorologia
  Governo garante que enfermeiros vão receber onze meses de salários em atraso
  Intoxicação alimentar provocou a morte de duas pessoas em Suzana
  Crise Política cada vez mais agudizada
  Está controlado o surto de diarreia
  Governo reforça medidas contra a pesca ilegal
  Ex-Chefe adjunto da contra inteligência militar condenado a 10 anos de prisão
  Ex-administrador da SAD do União de Leiria recapturado na Gâmbia
  Presumíveis agressores do Ministro Orlando Mendes Veigas vão ser julgados
  Comissário Nacional da Polícia da Ordem Publica exonerado
  Guiné-Bissau em risco de colapso da capacidade de resposta judiciária
  MAI disponibiliza mais de 1.300 homens para garantir a segurança no Natal e Ano Novo

Comentários

Nome:

E-mail:

Comentário:


Comentários
  
Malam Gomes  2015-09-26 20:05:23
42 Anos de independência a sociedade guineenses e o país (GB) não temos nada a comemorar. São quarenta e dois anos (42) de miséria, violência, de corrupção, de mentiras, de manipulação, de falsidade, de venda das promessas falsas, de estabilidade política, de guerra, e de matassa.
O POVO da GB não merecem - Somos Povo pacifica, solidário da natureza e Ela nunca foi cruel connosco a (Natureza). vejamos 11 meses da guerra civil não ouve campo de Refugiado a nível nacional. O nosso País é Rico no Mar e na Terra, mas temos maus políticos.



Hospedagem de Sites Low CostJornal Digital Cabinda Digital Timor Digital Luanda Digital Jornal de São Tomé Cabo Verde Maputo Digital
Notícias grátis no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais