Links Úteis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Política

Acusado terrorismo e tentativa de subversão da ordem constitucional

Paulo Semedo desconfia do tribunal militar que vai julgar Zamora Induta

Bissau – José Paulo Semedo, advogado do ex Chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas da Guiné-Bissau, Zamora Induta, detido no carte de Mansoa e acusado de crimes de terrorismo contra o país, tentativa de subversão da ordem constitucional e homicídio, espera fazer face a um tribunal “completamente” isento.

Esta quinta-feira, 22 de Outubro, José Paulo Semedo disse não confia na instância judicial militar porque, “os juízes são obedientes aos seus superiores, ou seja, são nomeados pelo Chefe de Estado-maior. Esse aspecto já inquina a isenção e a independência do tribunal”.

Segundo Paulo Semedo o seu constituinte está bem, optimista e determinado e vê o tribunal como uma oportunidade para demonstrar que “é inocente de todas as acusações”.

O advogado de Induta disse também que continua à espera da decisão do requerimento de “habeas corpus” que foi interposto há mais de duas semanas no Supremo Tribunal de Justiça, contudo acredita que o ex-chefe das forças armadas guineense irá responder em liberdade de todas as acusações que lhe foram imputadas.

José Zamora Induta é acusado de implicação no contra Golpe de Estado de 21 de Outubro de 2012 no qual os presumíveis operacionais da acção foi indultados em 2014 pelo Presidente da República, José Mário Vaz.

Tiago Seide

(c) PNN Portuguese News Network

2015-10-23 13:49:40

MAIS ARTIGOS...
  ONU quer o cumprimento das leis na Guiné-Bissau
  Crise parlamentar é de natureza política e não compete aos tribunais resolver
  Presidente retoma audições com atores políticos envolvidos na crise
  CEDEAO inicia retirada militar de Bissau
  A Comunidade Internacional “pode perder paciência” com situação na Guiné-Bissau
  CPLP preocupada com situação política na Guiné-Bissau
  Tribunal anula expulsão de deputados pelo PAIGC
  Obasanjo regressa à Guiné-Bissau para tentar, mais uma vez, desbloquear impasse político
  PRS quer pacto de regime para salvar Guiné-Bissau
  Governo adverte que qualquer tentativa de violência para desestabilizar país será reprimida
  Homens armados assaltaram a residência de João Bernardo Vieira em Bissau
  Movimento de Apoio a Carlos Gomes Júnior apela ao regresso do antigo Primeiro-ministro

Comentários

Nome:

E-mail:

Comentário:


Comentários
  
adao mendes pereira  2015-12-12 21:14:00
claro que sim isto faz parte de democracia .si nao os criminosos vai continuar afazer crime?


Hospedagem de Sites Low CostJornal Digital Cabinda Digital Timor Digital Luanda Digital Jornal de São Tomé Cabo Verde Maputo Digital
Notícias grátis no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais