Links Úteis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Política

Carlos Correia entregou programa do Governo na ANP

Guiné-Bissau: Novo programa do Governo é “quase idêntico” ao que foi aprovado em 2014

Bissau – O Primeiro-ministro Carlos Correia entregou esta sexta-feira 11 de Dezembro na Assembleia Nacional Popular (ANP) o programa do seu Governo. O documento deverá ser debatido no hemiciclo guineense a partir de 13 de Dezembro.

Em declarações a PNN momentos após ter dado o programa do Governo na ANP, Carlos Correia disse que espera que o documento seja discutido e aprovado pelos parlamentares, pois este será instrumento legal do seu executivo.

“Como havíamos dito na nossa tomada de posse, este é um Governo de continuidade, este programa também é um programa de continuidade, cujo aspecto exterior foi melhorado mas o conteúdo é o mesmo ou quase idêntico com o programa apresentado neste parlamento em 2014 que foi na altura aprovado por unanimidade pelos deputados da ANP”, disse Correia.

Interrogado o que espera dos deputados quanto à sua aprovação, Carlos Correia disse acredita na coerência dos eleitos, tendo em conta que se trata de um programa saído do partido vencedor das últimas eleições legislativas. “Se os deputados forem coerentes, terão que aprovar este documento, porque foi programa que já tinha sido aprovado por unanimidade. Também se trata de um documento aprovado pelo Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), depois do seu último congresso”, disse o primeiro-ministro.

Em relação ao Orçamento Geral do Estado, Carlos Correia disse está a aguardar a data a ser indicada para este efeito pela Assembleia Nacional Popular.

A sessão desta segunda-feira vai contar com o regresso ao parlamento do ex-Primeiro-Ministro, Domingos Simões Pereira, como deputado, assim como o retorno de Botche Candé como deputado da ANP, antigo Ministro da Administração Interna exonerado por Mário Vaz nos finais de 2014.

A PNN soube que este fim-de-semana o PAIGC reúne o Comité Central antes da votação do programa do Governo que deverá acontecer entre os dias 14 e 15 de Dezembro.

(c) PNN Portuguese News Network

2015-12-11 17:04:26

MAIS ARTIGOS...
  ONU quer o cumprimento das leis na Guiné-Bissau
  Crise parlamentar é de natureza política e não compete aos tribunais resolver
  Presidente retoma audições com atores políticos envolvidos na crise
  CEDEAO inicia retirada militar de Bissau
  A Comunidade Internacional “pode perder paciência” com situação na Guiné-Bissau
  CPLP preocupada com situação política na Guiné-Bissau
  Tribunal anula expulsão de deputados pelo PAIGC
  Obasanjo regressa à Guiné-Bissau para tentar, mais uma vez, desbloquear impasse político
  PRS quer pacto de regime para salvar Guiné-Bissau
  Governo adverte que qualquer tentativa de violência para desestabilizar país será reprimida
  Homens armados assaltaram a residência de João Bernardo Vieira em Bissau
  Movimento de Apoio a Carlos Gomes Júnior apela ao regresso do antigo Primeiro-ministro

Comentários

Nome:

E-mail:

Comentário:


Comentários
  
  2015-12-17 08:06:14
Bem,o programa do governo deve ser votada de acordo com o conteudo,portanto cabe os parlamentares analisarem atentamente. Portanto é conviniente pensar no interesse do país em primeiro lugar.Juizo!

bo vota pa dignidade de pais i pa bo cabeça  2015-12-13 13:59:33
obrigado espero que o bom senso vai prevalecer e os outros vao comprender que o tempo ja esta a fujir de nos devemos a proveitar para irmos para frente e nao colocar a guine bissau mas de 2 meses sem o governo isso e muito grave


Hospedagem de Sites Low CostJornal Digital Cabinda Digital Timor Digital Luanda Digital Jornal de São Tomé Cabo Verde Maputo Digital
Notícias grátis no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais