Links Úteis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Política

Bureau Político do PAIGC

Óscar Barbosa nomeado responsável do Departamento de Comunicação, Formação e Documentação

Bissau – O Bureau Político do Partido Africano da Independência da Guiné-Bissau e Cabo Verde (PAIGC) designou no último fim-de-semana António Óscar Barbosa “Kankan” como responsável do Departamento de Comunicação, Formação e Documentação do partido.

A designação aconteceu, no final da VII sessão extraordinária deste órgão que teve lugar em Bissau a 19 de Dezembro e que foi presidida por Domingos Simões Pereira. Kankan foi um dos apoiantes de Braima Camará, no último Congresso do partido que teve lugar em Cachéu, norte do país.

O grupo tinha como agenda de trabalho a apresentação e votação da proposta de preenchimento das vagas do Secretariado Nacional do partido, apresentação das Resoluções Finais das Jornadas Parlamentares do Grupo Parlamentar do PAIGC, bem como a orientação sobre o sentido de voto relativamente ao Programa do Governo na Assembleia Nacional Popular pela ANP, nos termos do Artigo 55º dos Estatutos do PAIGC.

Também, o antigo Ministro dos Negócios Estrangeiros Mário Lopes da Rosa foi nomeado para o Departamento da Cooperação, Relações Exteriores e das Estruturas do Partido na Diáspora.

Sobre o Programa do Governo a ser discutido a partir desta segunda-feira, 21 de Dezembro, pelos deputados da Assembleia Nacional Popular, o PAIGC apelou todos os seus deputados a cumprirem escrupulosamente a disciplina de voto e os Estatutos do Partido.

O Bureau Político do PAIGC lembrou também que a disciplina de voto vincula os membros da bancada parlamentar na votação, designadamente, da Constituição da República, do Programa do Governo, do Orçamento Geral do Estado, das Moções de Censura e de Confiança, dos Projectos de Resolução sobre o Debate de Urgência, do Estado da Nação, demais projectos de Leis e Decretos-lei.

“A não observância e cumprimento da disciplina de voto se configuram como um acto de traição política ao partido e que incorre num acto sancionável de auto-exclusão do PAIGC, em conformidade com o estatuído nos artigos 55º, conjugado com os artigos 100º a 103º dos Estatutos do PAIGC”, lê-se no documento divulgado em Bissau a este propósito.

A resolução em causa foi aprovada com 69 votos sim, 1 voto contra e 3 votos abstenção, num total de 73 participantes, que anunciaram apoiar as Resoluções Finais adoptadas nas Jornadas Parlamentares do Grupo Parlamentar do PAIGC na IV Legislatura.

Exortaram igualmente o seguimento da linha das propostas apresentadas pelo Grupo Parlamentar do PAIGC na IX Legislatura nas suas resoluções finais, todos os deputados a manterem a sua coerência e ética política de modo a fortalecer a unidade, a coesão interna do Partido e salvar as conquistas alcançadas pelo povo guineense em consequência dos consideráveis avanços obtidos pelo I e II Governo, que é o de continuidade desta Legislatura;

Apoiar II Governo do PAIGC nesta legislatura liderado pelo camarada Eng.º Carlos Correia, pelo simples facto deste Executivo ter assumido sem reservas o actual Programa do PAIGC, sufragado por uma maioria absoluta do povo guineense nas últimas eleições legislativas ocorridas no país;

Manifestar um voto de louvor e confiança ao Grupo Parlamentar do PAIGC na IX Legislatura em razão do seu firme comprometimento com a unidade e a coesão do nosso grande e histórico Partido, assim como o respeito e determinação na defesa do nosso Estado de Direito Democrático e na promoção e reforço da dignidade do cidadão guineense;

Manifestar um voto de louvor para com todos os dirigentes, militantes e simpatizantes que ao longo deste processo têm manifestado de forma corajosa, transparente e patriótica a defesa do PAIGC e do seu Programa de Governação que mereceu um voto favorável da maioria dos guineenses;

Apoiar, sem reservas, a Direcção Superior do Partido e muito em particular aos camaradas Engenheiros Domingos Simões Pereira, Presidente do PAIGC e Carlos Correia, 1º Vice-Presidente do PAIGC e Primeiro-Ministro do II Governo do PAIGC, pela forma como têm dignificado o PAIGC, pela manifesta demonstração de uma responsável e dignificante militância, coragem política e elevado patriotismo, colocando sempre e sem reservas os superiores interesses do PAIGC acima dos seus interesses pessoais.

(c) PNN Portuguese News Network

2015-12-21 17:47:21

MAIS ARTIGOS...
  ONU quer o cumprimento das leis na Guiné-Bissau
  Crise parlamentar é de natureza política e não compete aos tribunais resolver
  Presidente retoma audições com atores políticos envolvidos na crise
  CEDEAO inicia retirada militar de Bissau
  A Comunidade Internacional “pode perder paciência” com situação na Guiné-Bissau
  CPLP preocupada com situação política na Guiné-Bissau
  Tribunal anula expulsão de deputados pelo PAIGC
  Obasanjo regressa à Guiné-Bissau para tentar, mais uma vez, desbloquear impasse político
  PRS quer pacto de regime para salvar Guiné-Bissau
  Governo adverte que qualquer tentativa de violência para desestabilizar país será reprimida
  Homens armados assaltaram a residência de João Bernardo Vieira em Bissau
  Movimento de Apoio a Carlos Gomes Júnior apela ao regresso do antigo Primeiro-ministro

Comentários

Nome:

E-mail:

Comentário:



Hospedagem de Sites Low CostJornal Digital Cabinda Digital Timor Digital Luanda Digital Jornal de São Tomé Cabo Verde Maputo Digital
Notícias grátis no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais