Links Úteis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Política

Vai auscultar as forças vivas do país

O Presidente da República quebra silêncio sobre a crise política

Bissau - O Presidente da República guineense acabou de emitir um comunicado sobre atual crise política. No comunicado, José Mário Vaz, promete que vai, em breve, auscultar as forças vivas do país, com o objetivo de encontrar uma saída da situação.

No mesmo documento o Chefe de Estado pediu também a contenção verbal dos atores envolvidos na contenda, para manter a tranquilidade e a estabilidade. José Mário Vaz que, até aqui, estava em silêncio, encorajou e felicitou as forças da defesa e segurança pela postura até aqui assumida e demonstrada em face do atual cenário. Uma mensagem endereçada, igualmente à Sociedade Civil e à Comunidade Internacional que, para José Mário Vaz, têm feito esforços para ajudar a ultrapassar a crise.

O Presidente da República quer ainda que os atores políticos observem as leis e as regras constitucionais para uma saída da situação política que o país atravessa.

Entretanto, a bancada parlamentar do PRS e os 15 deputados expulsos do PAIGC, decidiram, à revelia do Presidente da Assembleia Nacional Popular, Cipriano Cassamá, promover uma reunião no hemiciclo, que dizem estar a ser dedicada a análise da atual situação política.

O líder do parlamento guineense decidiu cancelar a sessão desta quinta-feira, alegando a falta de condições de segurança e estabilidade. Uma decisão tomada ontem à noite e sustentada com o facto da bancada parlamentar do PRS e os 15 deputados expulsos do PAIGC terem, também, convocado para esta quinta-feira, no mesmo salão, a sua reunião.

Também, a Liga Guineense dos Direitos Humanos, continua os seus esforços em lançar uma ponte para o diálogo entre as partes envolvidas na crise política. O presidente desta organização de defesa dos Direitos Humano, Augusto Mário da Silva, acompanhado dos seus colaboradores, esteve reunido esta manhã com o PAIGC na sua sede. Após esta reunião seguiu para um com o presidente do parlamento guineense, Cipriano Cassamá, na sua residência privada.

(c) PNN Portuguese News Network

2016-01-21 18:00:00

MAIS ARTIGOS...
  ONU quer o cumprimento das leis na Guiné-Bissau
  Crise parlamentar é de natureza política e não compete aos tribunais resolver
  Presidente retoma audições com atores políticos envolvidos na crise
  CEDEAO inicia retirada militar de Bissau
  A Comunidade Internacional “pode perder paciência” com situação na Guiné-Bissau
  CPLP preocupada com situação política na Guiné-Bissau
  Tribunal anula expulsão de deputados pelo PAIGC
  Obasanjo regressa à Guiné-Bissau para tentar, mais uma vez, desbloquear impasse político
  PRS quer pacto de regime para salvar Guiné-Bissau
  Governo adverte que qualquer tentativa de violência para desestabilizar país será reprimida
  Homens armados assaltaram a residência de João Bernardo Vieira em Bissau
  Movimento de Apoio a Carlos Gomes Júnior apela ao regresso do antigo Primeiro-ministro

Comentários

Nome:

E-mail:

Comentário:


Comentários
  
Joio mangar  2016-02-01 20:11:14
Os depotados são corporais não soa a fazer nada


Hospedagem de Sites Low CostJornal Digital Cabinda Digital Timor Digital Luanda Digital Jornal de São Tomé Cabo Verde Maputo Digital
Notícias grátis no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais