Links Úteis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Política

Permaneceram no país mais de vinte meses

CEDEAO inicia retirada militar de Bissau

Bissau - O Gabinete do Representante Especial do Presidente da Comissão da Comunidade de Estados de África Ocidental (CEDEAO) na Guiné-Bissau, anunciou esta quarta-feira, 17 de fevereiro, a retirada dos materiais da Força de Alerta da Organização Regional ECOMIB em missão no país.

Segundo o comunicado da organização sub-regional, a retirada está a ser efetuada por via marítima devido a impossibilidade técnica de o fazer por via aérea.

Para este efeito, de acordo com nota da CEDEAO enviada à imprensa, os materiais bélicos já se encontram desde início desta semana no porto de Bissau a aguardar o processo de embarque.

A missão da CEDEAO na Guiné-Bissau (ECOMIB) termina o seu mandato em junho de 2016. Os efetivos da Nigéria, que representam a maioria do contingente da ECOMIB, permaneceram no terreno mais de vinte meses, para além do prazo inicialmente previsto.

(c) PNN Portuguese News Network

2016-02-18 09:36:15

MAIS ARTIGOS...
  ONU quer o cumprimento das leis na Guiné-Bissau
  Crise parlamentar é de natureza política e não compete aos tribunais resolver
  Presidente retoma audições com atores políticos envolvidos na crise
  A Comunidade Internacional “pode perder paciência” com situação na Guiné-Bissau
  CPLP preocupada com situação política na Guiné-Bissau
  Tribunal anula expulsão de deputados pelo PAIGC
  Obasanjo regressa à Guiné-Bissau para tentar, mais uma vez, desbloquear impasse político
  PRS quer pacto de regime para salvar Guiné-Bissau
  Governo adverte que qualquer tentativa de violência para desestabilizar país será reprimida
  Homens armados assaltaram a residência de João Bernardo Vieira em Bissau
  Movimento de Apoio a Carlos Gomes Júnior apela ao regresso do antigo Primeiro-ministro
  Ministros ouvidos na Procuradoria-Geral da República por supostos indícios de corrupção

Comentários

Nome:

E-mail:

Comentário:


Comentários
  
Umaro seidi  2016-03-01 12:12:06
a comunidade internacional pode perder a paciência,com este crise política enquanto que não haja uma solução,acho que a comunidade deve deixar de ajudar os interesseiros.


Hospedagem de Sites Low CostJornal Digital Cabinda Digital Timor Digital Luanda Digital Jornal de São Tomé Cabo Verde Maputo Digital
Notícias grátis no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais