Links Úteis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Sociedade

Causou duas vítimas mortais

Está controlado o surto de diarreia

Bissau - As autoridades sanitárias da Secção de Suzana, norte da Guiné-Bissau, consideram quase controlada a surto de diarreia e vómitos naquela localidade que no dia 23 de Fevereiro, vitimou duas pessoas da mesma família.

Para além das duas vítimas mortais, foram hospitalizadas 20 pessoas. A secção de Suzana é apresentada como uma localidade sujeita a um isolamento total e onde falta quase de tudo.

Preocupado com o número de pessoas infectadas N’ghala Na Waié, Director da Região Sanitária de São Domingos, sector onde faz parte a Suzana, explicou que “até então não se conhece a origem da diarreia mas admite-se a possibilidade de uma intoxicação alimentar, contraída durante uma cerimónia tradicional realizada na segunda-feira, 22, em Suzana”.

Informações disponíveis dão conta que na capital Bissau, estão a ser efectuados exames aos restos deixados pelas vítimas, a fim de se apurar a origem real da epidemia, um caso que até agora não mereceu nenhuma reacção a alto nível por parte das autoridades do país.

A Guiné-Bissau é um país que apresenta graves vulnerabilidades às epidemias, tal como ocorreu durante o surto de cólera que há pouco anos causou a morte de cerca de uma centena de pessoas.

Iancuba Dansó

(c) PNN Portuguese News Network

2016-02-27 16:17:26

MAIS ARTIGOS...
  Mau tempo no Instituto de Meteorologia
  Governo garante que enfermeiros vão receber onze meses de salários em atraso
  Intoxicação alimentar provocou a morte de duas pessoas em Suzana
  Crise Política cada vez mais agudizada
  Governo reforça medidas contra a pesca ilegal
  Ex-Chefe adjunto da contra inteligência militar condenado a 10 anos de prisão
  Ex-administrador da SAD do União de Leiria recapturado na Gâmbia
  Presumíveis agressores do Ministro Orlando Mendes Veigas vão ser julgados
  Comissário Nacional da Polícia da Ordem Publica exonerado
  Guiné-Bissau em risco de colapso da capacidade de resposta judiciária
  MAI disponibiliza mais de 1.300 homens para garantir a segurança no Natal e Ano Novo
  Guiné-Bissau: Brasil prevê formar mais de 300 agentes das forças de segurança até ao final de 2016

Comentários

Nome:

E-mail:

Comentário:



Hospedagem de Sites Low CostJornal Digital Cabinda Digital Timor Digital Luanda Digital Jornal de São Tomé Cabo Verde Maputo Digital
Notícias grátis no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais